Sarau de Inverno - Terraço Santo-rini

(ou, do "Profano ao Sagrado")
Peggy Carvalho


Da calçada à casa, nos largos degraus, despeço-me das luzes e barulhos da avenida, dos carros, do burburinho que a noite de sábado traz.
Dispo-me do saber, do desejo, da ilusão e, corredor adentro, caminho em direção à luz da Lua...
Cheia!
Cheia de si, solteirona no céu, dá boas vindas aos parceiros da noite que, ainda criança, cria desejos.
Desejo de viajar no tempo, neste espaço tão delicado e primoroso e acolhedor!
Um tempo musical.
Mais um degrau e flores frescas, prenunciando a primavera, separam - violinista e pianista - de seu público, ávido por degustar a música dos tempos do Romantismo.
Um degrau, apenas, separa-nos mais e mais do espaço... Sagrado!
Românticos, sonhadores, sentimentos profundos, emoções extremas, fantasias; não mais a clareza, a compostura, a razão e, sim, as profundezas do Eu.
Artistas que sonhavam romper com o virtuosismo instrumental que tanto caracterizava a estética do período barroco, como pudemos testemunhar com Rameau e seu "Tambourin"; e,do classicismo, sonhavam romper com a precisão e racionalismo da escrita musical, conforme nos apresenta Maestro Walter Lourenção.
Necessário faz-se registrar o programa executado pelos musicistas, oferecendo a cada compositor uma flor dos argênteos vasos deste sagrado... palco!
- Serenata para Violino e Piano - F. Schubert (1797-1828)
- Melodia em Fa - A. Rubinstein (1887-1982)
- Berceuse - G. Fauré (1845-1924)
- Meditação, da ópera "Thaïs" - J. Massenet (1842-1912)
- Valsa em La - J. Brahms (1833-1897)
- Rapsódia sobre um tema de Paganini - S. Rachmaninoff (1873 -1943)
- "Tambourin" - J.P. Rameau (1683 -1764)
Pausa
- Salve Leme - Prof. Alcides Kamer Andrade (Zulingo) (1907 -1970)
Arranjo de Paulinho Leme
- Lamento eslavo - E. Schütt (1856 - 1933)
- Andante Cantabile - Tchaikovsky (1840 -1893)
- Aucassin & Nicollette - F. Kreisler ( 1875-1962)
- Liebslied (Canção de Amor) - F. Kreisler
- Schön Rosmarin (Bela Rosmarin) - F. Kreisler
- Tempo de Minueto - F. Kreisler
Pausa!
Silêncio!
Pausa surpreendente!
De repente, vejo a menina curiosa, espiando os peixinhos coloridos da fonte luminosa e musical do jardim da casa da esquina...
Ela "espiouve"!
Esquina musical.
Onde, o pianista?
Onde, o tempo?
Compositor, professor Zulingo faz-se presente através da arte de Paulinho Leme e Suely, acariciando e reverenciando Leme e os lemenses!
E, registrado o programa, agora tenho a oportunidade de re-visitar, re-viver, re-ouvir, re-sonhar, re-pensar; tornar-me mais íntima destes compositores, acolher a generosidade dos sons de Pedro Fioramonte e Suely Godoy.
Que caminham, em sua trajetória musical, para mais estudos, mais trabalho de depuração e refinamento de sua arte.
Mais suor, mais lágrimas.
Lágrimas, agora temperadas com a felicidade do dever cumprido.
Parabéns, Suely!
Parabéns, Pedro!